Review do MDNA + Clipe de Girl Gone Wild

O tão aguardado momento chegou: “O Vazamento do novo cd da Madonna” esse é um processo que se repete continuamente de anos em anos desde que o Napster fez de Music uma das músicas mais executadas e baixadas da história.

Ouvimos o novo álbum e agora vamos fazer um review faixa a faixa pra vocês: (clique no nome da música para ouvir)

GIRL GONE WILD

É a faixa que abre o disco, comparada a outros trabalhos antigos da Madonna a letra é fraquinha e fala de uma fala de uma garota que vai a loucura, mas funciona perfeitamente para as pistas.

GANG BANG

Essa é uma daquelas faixas brilhantes mas que nunca vão virar single porque não tem potencial para rádio. Madonna incorpora seu alter ego direto de Erotica e fala aos quatro cantos que quer atirar na cabeça de uma vadia, que ela vai direto pro inferno e se ver ela lá de novo, atira nela de novo. ps: morremos de vontade de saber quem é a bitch que Madonna quer matar, rs.

I’M ADDICTED

Uma das melhores do álbum, Madonna canta no refrão: “I’m addicted to your love!” Batida perfeita, vai funcionar muito bem nas pistas, agitada e despretenciosa. Madonna como não é boba nem nada incluiu uma voz dizendo: “MDNA, MDNA, MDNA” pra provocar aqueles que disseram que o nome do CD fazia apologia ao ecstazy que também é chamado de MDMA.

TURN UP THE RADIO

Desde que “Radio” tocou numa balada sob a voz de uma cantora desconhecida como demo para Madonna ela virou a preferida desse moço que vos escreve, é definitivamente a mais alegre e bombante faixa do cd com muito apelo comercial e potencial gigantesco para se tornar próximo single. Na letra, Madonna apenas pede que deixem ela aumentar o volume do rádio. “…just let me turn up the radio…”

GIVE ME ALL YOUR LUVIN’

GMAYL é um mistério, uma música bobinha que ninguém leva a sério mas ao mesmo tempo uma das letras mais irônicas que Madonna já escreveu, serviu de buzz single para a performance do SuperBowl. Com participação de Nicki Minaj e M.I.A. é a 38ª música de Madonna a entrar no TOP10 da Billboard.

SOME GIRLS

Mais uma música daquelas em que Madonna fala tudo que lhe dá na telha, na letra ela diz que algumas garotas não são iguais a ela.

SUPERSTAR

Fofura, fofura e fofura, ótima música pra cantar o que está sentindo. Lola faz participação como backing vocal.

I DON’T GIVE A FUCK

Madonna chama Nicki Minaj pra contar que ela não dá a mínima para o que falam dela, ela desabafa tudo, e fala no refrão: “Tentei ser uma boa garota, Tentei ser sua mulher, Eu me diminuí, E engoli minha luz, Tentei me tornar tudou que você esperava de mim, E se foi um fracasso, Eu não me importo.” Estamos rezando pra que seja single, mas claro, depois de Turn Up The Radio. No final da música Nicki Minaj confirma: “Só existe uma Rainha, e é a Madonna, BITCH!”

I’M A SINNER

Aqui ela admite o que todos somos, pecadores. Madonna diz que ela é pecadora e que gosta de ser assim. Música boa mas sem potencial para virar single.

LOVE SPENT

Ótima música, letra impecável feita para servir de apoio pra quando estamos tristes, na letra Madonna convida: “Gaste seu amor comigo.

MASTERPIECE

Masterpiece ganhou Globo de Ouro por melhor música em W.E. Nós achamos que ela não combina com o resto do álbum, mas mesmo assim é uma boa música.

FALLING FREE

Uma balada linda com Madonna soltando a voz no refrão. Os arranjos são ótimos e Madonna abre o coração sobre seus sentimentos.

I FUCKED UP

Certamente a música mais direta do disco, Madonna diz tudo que estava entalado desde Hard Candy, óbviamente a música é pro ex, Guy Ritchie, na letra Madonna diz: “eu fodi tudo, eu errei, ninguém faz melhor isso do que eu, me desculpe.

B-DAY SONG

Na criação do álbum Madonna disse que iria reinventar a música de aniversário, a música é bobinha, tem M.I.A também, não tem potencial mas é uma daquelas músicas que fica na cabeça, é bem alegre e os seus “na na na na na na” viciam.

———-

Na última terça (20/03) Madonna lançou seu novo clipe no canal E! dos Estados Unidos e mais tarde no seu canal do Youtube, Girl Gone Wild ganhou um clipe fantástico, os rumores se confirmaram e Madonna, sendo a Rainha que é pode usar todas as imagens que usou um dia, Madonna volta a ser a garota de Nova Iorque e volta a abraçar os gays, seus maiores apoiadores e fãs nesses quase 30 anos de carreira. Ela convidou o grupo ucraniano Kazaky, o qual já falamos aqui para participar do clipe e dar aquele toque especial. Madonna está divina, com 53 anos e acompanhando todos os movimentos da coreografia com maestria. Ela usa todas as tendências que criou, Girl Gone Wild parece um misto de Vogue (1990), Erotica (1993) e Human Nature (1995). O clipe foi dirigido pela dupla Mert & Marcus e tem direção de arte do brasileiro Giovanni Bianco.

Confira o clipe abaixo e não esqueça de ir ensaiando a coreografia:

Post anterior
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s