Será que ele é?

Madre Trava Del cielo, hoje o dia foi puxado, trabalhar e estudar não é fácil, muitos de vocês devem passar por isso, então sabem bem do que estou falando.

Ufa! Enfim casa. Ui, já são 22h e 45min, vejamos o que há nesta geladeira, além de água e margarina. Hummmm, sanduichinho integral e um copo de suco. Adoro, não é um banquete mas é prático.

Nhac, nhac, nhac!

Vou deixar o meu material aqui na mesa da sala de jantar e vou deitar um pouco no sofá antes do Orange chegar. Sim, gente, o Orange, esqueci de contar, to dividindo apartamento com esse cara. Ele é um amigo de um amigo meu, não nos conhecemos muito, fazem apenas 4 meses. Ele é tão exótico, ruivo, alto, fortinho, olhos cinza, é gente boa, meio quieto, não fala tanto, e é hétero.

Ai, eu sei que não deveria dividir meu espaço com um hétero, mas estava difícil pagar as contas sozinho, e o Orange chegou em uma boa hora.

Ah, antes que eu esqueça, esse apelido é por causa da cor dos pêlos, cabelos, cílios e eu acho que também pentelhos. Nunca fiquei com um ruivo, será que são bons? Se você souber, depois me conta, morro de curiosidade.

Hoje to mesmo bem cansado, vou deixar só a luz do abajur ligada, e dar uma coxilada antes do banho.

ZZZzzzzZZZZZZZzzzzzzZZZZZzzzz!

Putz, São 1h e 35min, dormi mais que imaginava. Que preguiça, que calor. Vou tirar esta camiseta  e os tênis para ir tomar um banho  daqui a pouco. Ah, tá tão bom ficar aqui. Nossa o Orange ainda não chegou?! Tá tudo igual. Deve ter resolvido dar uma esticada com os amigos.  Vou curtir essa preguicinha mais um pouco.

De olhos fechados como a gente voa né? Fico imaginando tanta coisa, organizando os pensamentos. Adoro!

Ops! Barulho na fechadura, o Orange tá chegando. Vou ficar aqui  bem quietinho fingindo dormir. Tá tão bom.

Gente, ele é meio estabanado, faz barulho, derruba objetos, mas chegou quieto, sem estardalhaços, deve ser em consideração ao meu falso sono.  Será?

Ai que tentação de abrir os olhos, curioso isso, mas mantive firme meu sono feike, será que é assim que escreve? Azar.

O Orange chegou bem pertinho de mim, como se verificasse a minha situação, senti o cheiro de festa. Percebi que ele pisava leve para não fazer barulho, deixou o material dele também sobre a mesa, pela movimentação consegui distiguir.

Ele estava bem perto de mim, dava para sentir a presença e a respiração próxima. Uma vontade quase irresistível de abrir os olhos, chega a dar um nervoso, mas eu continuei me fazendo.

Ele tirou a camisa que usava sobre a camiseta, senti o vento com cheiro a cigarro, quando ele a jogouno chão,  imaginei ele se despindo. Sentou no chão e encostou-se no sofá, ficou assim por alguns segundos, ouvia ele se mexer, suspirar, e sentia o cheiro forte de cerveja cada vez que abria aquela boca com dentes branquinhos e alinhados. O sorriso dele é lindo!

Daqui a pouco senti ele tocar levemente a minha perna, bem na altura da coxa. Como eu não fiz nenhum movimento, estava ali, como uma estátua, ele tocou um pouco mais forte como se quisesse testar se o meu sono era leve o pesado.  Eu nervoso, louco para abrir os olhos, mas resolvi testa-lo e me testar também. Nossa é um exercício e tanto.

Como estava sem camiseta, senti o calor da mão dele na minha barriga, sem me tocar, subiu até o meu peito sem encostar na minha pele. Já sentia o meu corpo responder, mas ainda bem que a minha calça skining segurou o bicho, sem denunciar o tesão que eu estava começando a sentir.

Então ele desencostou-se do sofá, ficou em pé, ouvi o cinto desfivelar, o zíper abrir. Oh my God, o que vai acontecer? Queria espiar, abrir um pouco os olhos, já que estávamos a meia luz, mas não o fiz. Uns suspiros estranhos, gemidos contidos. Ouvi o relógio de pulso  balançar, os estralos eram evidentes, ele tinha começado a descabelar o palhaço, matar o bem-te-vi a soco, descascar a banana, agitar o Todynho. Como queiram. Imaginava o tamanho, formato, a cor, será rosinha. Rosa e laranja combina?

Nervoso, curioso, ansioso. Minha boca estava seca, mal conseguia engolir a saliva, meu coração disparou. Senti, então, alguns respingosde líquido quente, no meu peito e barriga. Gente o Orange fez isso.

Ouvi o desabafo em sussurro. – Ah, não! Tomara que não acorde!.

Ele correu para o quarto dele e eu ainda fiquei mais um tempo deitado naquele sofá com os olhos bem cerrados, imaginando e me perguntando.

– Será que ele é?

 

Smack!

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s