Folia de Rei e Queen

O inevitável começo oficial de 2012 é eminente – mas o lado bom disso tudo é que é Carnaval (pra quem goshta – I hate it) meninãns!

Mas vem cá você – que ocupa a cabecinha com tantas coisas irrelevantes e altamente instrutivas, já perdeu um tempinho precioso pra saber de onde vem essa data que a gente cresce amando pela serpentina, mas depois ama por outras coisas?

Um pouquinho de cultura não mata ninguém néan!? Pega no meu reco-reco e vem:

O Carnaval é uma das principais festividades no Brasil.

Desfile do grupo especial no Rio de Janeiro

Oficialmente, o feriado do Carnaval no Brasil  é dia 21 de fevereiro, entretanto, as festividades começam dia 18 e terminam no dia 22 de fevereiro de 2012.

A origem do Carnaval foi na Grécia, em meados dos anos 600 a 520 a.C., no Brasil, as festividades de carnaval se iniciaram em meados do século XVII, influenciadas pelas festas carnavalescas que aconteciam na Europa.

Tá wiwa ainda Zé Muié!? Então agora vamos pro que realmente este postchy está encu(oi?)bido de trazer pra sua vida.

A gente sabe que essa altura do ano o que todo mundo quer é ficar locona, fazer a Heleninha Roitman, cagar tudo e ainda beijar(yeah right) tudo que respira pela frente – tôgata?

Mas assim ó – pega leve no beija – beija pelo seguinte (sim – me dei ao trabalho de pesquisar no goooooooooogle isso pra voceish):

A Mononucleose infecciosa é uma doença que chega de mansinho, depois de um selinho ou amasso daqueles. Como o alvo preferido são aqueles que adoram beijar, beijar, beijar – é num período como esse que temos que levar alguns fatores em consideração:

“Os primeiros sintomas são febre alta e dor de garganta. Três ou quatro dias depois, quando você acha que as coisas vão melhorar, começam os enjôos e as dores no corpo. Ao mesmo tempo, o baço, o fígado e os gânglios ficam inchados, principalmente os localizados na região do pescoço, axilas e virilha. A essa altura já deu para perceber que não se trata de uma simples virose. Ao que tudo indica, você foi pega pelo vírus Epstein barr, da mesma família do herpes comum e causador da mononucleose infecciosa. Se o diagnóstico se confirmar, é sinal de que você anda beijando muuuito.”

E é claro que não poderíamos deixar de falar na temida vilã desse e de muitos carnavais que estarão por vir (se nossa sinhÓra permitir) – a AIDS.

É nessas horas que a gente perde a cabeça e se jóga – esquecendo que a fantasia (ou alegoria) mais importante é a minha, a sua, a noss (opa!)

Queridãns – CAMISINHA – ok?

Toda hora – todo momento – seja onde for e com quem for: um tesão de carnaval não pode valher mais que a sua vida inteira!

Tem coisa melhor de dar aqueles amassos, curtir horrores e depois poder deitar a cabecinha no travesseiro e dormir tranquilo?

Nós aqui do ‘Da Ponta da Lingua‘ sentimos a obrigação de ressaltar a importância do uso do preservativo nas relações sexuais – afinal de contas sexo é ótimo – mas a vida é uma festa que pode durar bem mais que apenas alguns carnavais!

Pronta honey? Agora somente pra aquecer as turbinas dessa folia de reis e rainhas, aqui vai uma adaptação digna e merecida desse ícone do carnaval brasileiro a nós – meninEs desse Brasil:

Deshculpa Valenssa, mas eu não sou obrigada...

Beijo no coração (oi?)!

Né!?

Anúncios
Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s